Outubro ROSA

PREVENÇÃO É VIDA , ESSE É UM TOQUE IMPORTANTE!

  Sim, um toque pode salvar vidas. É o que acontece durante o outubro rosa, campanha anual que tem como foco principal “dar um toque” na sociedade ao estimular o diálogo sobre a importância de diagnosticar precocemente o câncer de mama, sobretudo em mulheres. Este movimento também tem como objetivo reivindicar maior engajamento das políticas públicas voltadas para levantamentos de estatísticas mais precisas, melhor atendimento médico e emocional, elevando a qualidade do tratamento. 

  É preciso tocar no assunto o tempo todo, a sociedade precisa ser muito enfática e empática, esta é uma doença assintomática no estágio inicial e as mulheres precisam ser encorajadas a fazer o autoexame com regularidade e buscar acompanhamento médico. Com uma simples avaliação exploratória na mama, como a mamografia, a mulher pode descobrir o problema antecipadamente e aumentar as chances de cura em até 95%. É uma grande vantagem. 

  Certamente muitas mulheres desconhecem a gravidade deste tema. De acordo com os dados da Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM) apenas 2,7 milhões de exames são feitos por ano. A média esperada é 11,5 milhões. Este é o principal fator de risco que resulta em cirurgias invasivas em mamas, amputação e até óbitos. Quando o diagnóstico é tardio pode não haver mais tempo para tratamentos.

  Um mês é pouco, é preciso conversar o tempo todo sobre este assunto. É oportuno que a vontade de preservar a vida seja maior do que qualquer tabu. Faz-se necessário dizer ao próximo com naturalidade que é fundamental fazer os exames de rotina e assim evitar problemas futuros. Desde 2002 que o Brasil provoca ações sazonais e propõe discursões com maior frequência para combater esta doença,  mas ainda estamos lutando para quebrar barreiras que nem deveriam mais existir. 

  A erotização do seio feminino é, infelizmente, uma grande barreira para a mulher fazer o autoexame e buscar acompanhamento médico. É preciso quebrar esta “vergonha” e tratar o corpo com normalidade. Por isso a atenção desprovida de esteriótipos e preconceitos oferece o acolhimento necessário para elas. 

INFORME-SE CONSTANTEMENTE SOBRE O CÂNCER DE MAMA

– Câncer de mama é a doença mais comum no mundo entre as mulheres, perdendo apenas para o câncer de pele;

– Anualmente 60 mil casos acontecem em média no Brasil;

– Nem todo caroço é tumor e nem todo tumor é maligno. É importante observar com calma e buscar rapidamente a orientação de um médico;

– Alterações no mamilo, pele da mama avermelhada, pequeno caroço indolor e fixo, pequenos nódulos nas axilas ou pescoço, saída espontânea de líquido anormal pela mama, são alguns dos sintomas que devem ser imediatamente investigados;

– Ele é raro antes dos 35 anos. A partir desta idade as chances aumentam de a mulher desenvolver o câncer de mama;

– A mamografia é o principal exame. Com ele é possível detectar com precisão qualquer alteração na mama;

– Existe uma lei no Brasil que ficou conhecida como “a lei dos 60 dias”. Após o diagnóstico positivo a mulher tem o direito de iniciar o tratamento no SUS em até 60 dias; 

– Câncer de mama também pode acontecer em homens. A mama masculina tem glândulas e hormônio feminino que podem propiciar o desenvolvimento da doença. Mesmo sendo muito raro e o número de casos ser muito pequeno é importante o homem ficar atento diante de qualquer alteração. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *