O Agro é PIB

Ao longo das últimas décadas nos acostumamos a enxergar na agroindústria um colchão de divisas para o Brasil, dada a nossa abundância de solo cultivável, e até mesmo a nossa tradição em produção agrícola e produção de proteína animal. Porém, é bastante enganosa a classificação que coloca nosso agro no rol das commodities que carecem de maior valor agregado e, muito mais que a vedete de nossas exportações, nossa agroindústria é também investimento, renda e consumo. O agro é PIB!

A alta de cerca de 60% nos preços de produtos agrícolas no mercado internacional, aliada a valorização do dólar, tem gerado uma verdadeira “corrida do ouro” as cidades do interior do Brasil. Os investimentos, que não se concentram apenas no aumento da área cultivada, tem sido o maná para toda a cadeia de suprimentos do agro. Recursos tem irrigado setores como os de tecnologia, maquinários, processamento de alimentos e construção civil, dentre outros. Economistas de grandes bancos calculam que, durante os 12 primeiros meses de pandemia, o setor agrícola teve incremento de 20% nos investimentos.

homem plantando hortaliças

O investimento na cadeia do agro tem também impacto preponderante em outro aspecto importante de nosso PIB: o consumo das famílias. Além de empregar diretamente 1/3 dos trabalhadores brasileiros, a agroindústria gerou mais de 60 mil empregos e contribuiu decisivamente para o resultado positivo de 140 mil novas vagas no Brasil em 2020. Assim, cidades com a economia baseada na alta produtividade agrícola tem estado acima das demais na geração de renda, como é o caso de Lucas do Rio Verde-MT, onde a renda per capita 62% maior que a média nacional.

Ao crescer 1,9% enquanto o país caia 4,1%, responder por quase 60% de nossas exportações e gerar boa parte dos empregos e renda, o agro se apresenta como o grande impulsionador de nosso PIB. Diante de tal importância, o setor se candidata ao posto de grande vocação produtiva do Brasil, especialmente diante de um cenário mundial de aquecimento no consumo de alimentos, e catalisa investimentos em tecnologia, produtividade e até mesmo em qualificação da mão-de-obra, transbordando seu crescimento para toda a nossa economia e qualidade de vida das famílias e, portanto, merece atenção especial também no direcionamento dos investimentos públicos, especialmente em infraestrutura e transporte. Por que o agro é PIB.

1 comentário em “O Agro é PIB”

Deixe um comentário para Rogens Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *