Começam as aulas do “Líderes do Futuro” para 210 jovens de todo o país

Assuntos
  • Cursos

A Fundação Índigo e o Instituto Ibmec iniciam, nesta segunda-feira (24), as aulas para os jovens de 18 a 35 anos de idade que foram selecionados para o curso de formação “Líderes do Futuro”. Ao todo, cerca de 2.300 pessoas que cursam ou concluíram o ensino superior se inscreveram entre os dias 20 e 26 de maio, um recorde de participação. Das 210 vagas, metade foi reservada para mulheres.

ACM Neto e Antônio Rueda no lançamento do Líderes do Futuro

ACM Neto e o presidente do União Brasil, Antônio Rueda, no lançamento do Líderes do Futuro

Com formato online e aulas síncronas, os selecionados foram divididos em 6 turmas e terão 120 horas de aulas online, sendo 80 horas de conteúdo comum e 40 horas de Gestão Pública ou Gestão Política, à escolha do estudante. O curso pretende desenvolver e qualificar jovens lideranças por meio de ferramentas modernas de gestão pública comprovadamente eficazes, adotadas por instituições como a Harvard Business School e o próprio Ibmec, que tem mais de meio século de atuação acadêmica.

“Essa é uma primeira etapa da relação que que queremos construir com cada um e cada uma desses jovens líderes. Ao longo dos próximos meses, eles terão oportunidade de acessar um conteúdo riquíssimo desenvolvido pelo Ibmec, que trouxe toda sua experiência e qualificação técnica e pedagógica. Depois, a Fundação quer continuar ao lado de todos para darmos, juntos, novos e grandiosos passos em direção ao futuro”, assegurou o presidente da Fundação Índigo, ACM Neto.

Segundo ele, o curso é um primeiro passo para ajudar na construção de um país melhor. “A gente quer que eles e elas se inspirem e tenham todo o interesse de entrar na vida pública, de fazer a diferença na sociedade, com gestores de mais qualidade, políticos de maior representatividade e compromisso com a verdadeira mudança e melhorar nosso Brasil. É com esse espírito que eu desejo boa sorte a cada um e a cada uma. Contem conosco!”.

TEORIA E PRÁTICA

A metodologia envolve, por exemplo, estudo de casos, aprendizagem baseada em problemas e projetos, simulações, e foca bastante em atividades práticas e Soft skills – habilidades sociocomportamentais absolutamente imprescindíveis no mercado de trabalho. “A missão do Ibmec é a formação de líderes para o amanhã. Portanto, a parceria com a Fundação Índigo tem tudo a ver com a razão de existir do Ibmec que inclui, não apenas lideranças empresariais, mas públicas e políticas”, explicou Priscila Simões, diretora do Ibmec.

“É importante ressaltar que a gestão é essencialmente um processo de aprendizagem e autoconhecimento contínuo, fundamental para lidar com recursos, processos e pessoas de forma eficaz. O Programa Líderes do Futuro vem para preparar os jovens talentos, habilitando-os a catalisar, de forma profissional, mudanças na sociedade que gerem resultados consistentes, significativos e sustentáveis a longo prazo”, destacou o coordenador técnico do Ibmec, Gustavo Torres.

O programa Líderes do Futuro foi criado com o intuito de desenvolver e capacitar jovens líderes e gestores. Baseado em conceitos e ferramentas de gestão pública, política e liderança, o curso visa capacitar os participantes para atuarem de maneira mais eficaz e eficiente, promovendo o desenvolvimento de suas equipes por meio de uma abordagem transformadora e centrada no indivíduo.

Compartilhe
Facebook
Twitter
LinkedIn

Notícias Relacionadas